Saiba + Sobre os Óleos de Massagem


A área de óleos de massagem disponíveis no mercado esta cada vez mais diversificada, pode ser uma tarefa complicada para selecionar o produto ideal para atender a sua expectativa.

O uso de óleo aumenta os efeitos gerais da massagem e torna a experiência mais benéfica.

Alguns fatores importantes ao escolher um óleo de massagem:

– Baixa Viscosidade: Óleo de massagem deve ter baixa viscosidade para permitir que o produto possa fluir facilmente sobre o corpo.
Qualquer óleo pegajoso não é adequado para uso em massagem.

Pureza: O óleo deve ser puro, deve ter baixa densidade e ser filtrado para não ter a sensação de gordura sobre a pele.

– Absorvível: Alguns óleos absorvem rapidamente após a aplicação.
Esses produtos não são propícios para massagem, o óleo deve ser absorvido e permanecer por algum tempo até que o processo tenha sido realizado.
Além disso, o óleo não deve tornar a pele seca.

– Odor Agradável: Um dos propósitos da massagem é oferecer relaxamento e isso não pode ser alcançado com óleos com mau cheiro ou com um cheiro que a pessoa não goste.

– Hidratação: Óleos de massagem devem manter a umidade dentro de sua pele, tal que fique hidratada e suave por mais tempo.

Outros fatores são decisivos para a escolha do produto:

Tipo de Massagem: Saiba qual o tipo de massagem que você irá realizar.
Alguns óleos de baixa fricção funcionam melhor para uma massagem sueca ou relaxante, enquanto alguns óleos considerados leves são ideais para massagem intensas de alta fricção como terapia de massagem de tecido profundo ou uma massagem desportiva.
Evite os óleos que são muito escorregadios e não são absorvidos no corpo – esses óleos podem causar irritação na pele.

Preferência pessoal: Algumas pessoas podem achar muito irritante andar com determinado aroma e algumas são sensíveis a fragrâncias perfumadas.

Intenção de massagem: Alguns óleos têm finalidade específica, como o óleo de emu que funciona bem para eliminar a irritação da pele; arnica e óleo mentol são indicados para aliviar a dor e inflamação.

Alergias: Algumas pessoas são alérgicas a certos extratos de flores, nozes ou algumas fragrâncias. Você deve sempre verificar o rótulo dos produtos.
Óleos hipoalergênicos funcionam melhor com pessoas que estão preocupadas com alergias.

Uso populares do óleo:

– Para manter a pele hidratada, use óleo de avelã ou azeite.
– Se você tem problema de acne nas costas, prefira usar óleo de jojoba, pois tem efeito antibactericida.
– Para caspa ou problema de pele seca, use óleo de coco, a fim de obter a cura da pele.
– Óleos de terapia especial são usados ​​por terapeutas para o tratamento de pacientes que sofrem de dores musculares e deformidades.
– O óleo de amêndoa é um dos mais caros, mas é absorvido por sua pele rapidamente, tornando o corpo mais suave e saudável. Óleo de amêndoa também é indicado para massagem em bebês.

Evite usar óleos de massagem nas seguintes condições:

– Pessoas com problemas cardiovasculares / cardíacos.
– Pessoas com problemas renais e as que fazem em diálise.
– Pessoas que sofrem de câncer.
– Pessoas com distúrbios de sangramento agudo.

Colaboração: Maria Rita Hurpia da Rocha

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *