O que é gordura trans e por que é tão ruim para você?

Diariamente somos bombardeados com informações sobre os cuidados com a alimentação, em especial com alimentos que contém gordura trans – já que nem todas as gorduras são criadas igualmente.

Seu corpo depende de gorduras saudáveis, como gorduras poli e monoinsaturadas (encontradas em coisas como peixe, abacate e nozes), para criar hormônios, produzir energia e absorver certos nutrientes.
Por outro lado, comer gordura trans artificial (encontrada principalmente em alimentos processados) pode aumentar o risco de doenças potencialmente fatais.

É por isso que a Organização Mundial da Saúde (OMS) planeja eliminar as gorduras trans artificiais de todos os alimentos globalmente até 2023.

Um exemplo a ser seguido é a Dinamarca, que se tornou o primeiro país a banir as gorduras trans em 2003, e os Estados Unidos seguiram o exemplo pouco depois. Em 2015, pesquisadores da área de alimentação analisaram as evidências científicas e determinaram que os óleos parcialmente hidrogenados – a forma mais comum de gorduras trans artificiais – não eram mais “geralmente reconhecidos como seguras” para consumo. Os fabricantes de alimentos receberam três anos para alterar suas receitas, de modo que nenhum produto alimentício contivesse mais de 0,5 grama de gordura trans por porção até 2018.

Mas muitos países de baixa e média renda ainda estão injetando gorduras trans em seus alimentos – incluindo o Brasil. Isso resulta em mais de 500.000 mortes por doenças cardiovasculares por ano no mundo, de acordo com a OMS.

“A gordura trans é um químico tóxico desnecessário que mata, e não há razão para as pessoas ao redor do mundo continuarem expostas”, disse Tom Frieden em uma declaração oficial da OMS.

O que é gordura trans?

Então você sabe que as gorduras trans são ruins para você – mas o que exatamente elas são e o que elas fazem com o seu corpo?
Aqui está tudo o que você precisa saber sobre por que os especialistas em saúde de todo o mundo querem eliminá-los para sempre.

Existem dois tipos de gorduras trans: gorduras trans naturais e gordura trans artificiais.
Animais que produzem carne e laticínios (como bovinos) naturalmente criam pequenas quantidades de gordura trans em suas entranhas. Por sua vez, a quantidade mínima de gorduras trans acaba nos alimentos que elas criam.
Não há pesquisas suficientes para determinar o impacto que esses tipos de gorduras trans interfere na sua saúde.

Gorduras trans artificiais são uma história diferente.
Estas são feitos pelo homem através de um processo chamado hidrogenação, no qual moléculas de hidrogênio são adicionadas às gorduras líquidas (como óleo vegetal) para convertê-las em gorduras sólidas, resultando nos óleos parcialmente hidrogenados,  que você também já deve ter ouvido falar.

Por que a gordura trans é adicionada à sua comida?

Gordura trans mais comuns são encontradas em alimentos processados, como biscoitos, bolachas e frituras como batatas fritas e doces como o donuts.
Tínhamos muito pouca informação sobre os impactos na saúde das gorduras trans antes de 1990, por isso as empresas usavam para economizar, eram fáceis de usar, tinham um longo prazo de validade e tornavam os alimentos mais saborosos.

Como a gordura trans afeta sua saúde?

Alimentos ricos em gordura trans tendem a ter alto teor de açúcar e calorias, de modo que podem abrir caminho para o ganho de peso e diabetes tipo 2.

Eles também são péssimas para o seu coração.
Em uma revisão e metanálise de 2015 publicada, pesquisadores canadenses analisaram 20 estudos que analisaram os impactos das gorduras trans sobre a saúde em vários países.
Eles descobriram que comer gorduras trans artificiais estava associado a um aumento de 34% na morte por qualquer causa, um aumento de 28% na morte por doenças cardíacas e um aumento de 21% no risco de desenvolver doenças cardíacas.

Mas por que elas são tão destrutivas?
As gorduras trans aumentam o colesterol LDL (ou o “colesterol perigoso”), que obstrui as artérias.
Ao mesmo tempo, eles causam um colapso no colesterol HDL (é conhecido como o colesterol bom, por isso é o único que deve se manter alto na corrente sanguínea), o que significa que o excesso de colesterol não pode ser transportado de volta para o fígado para ser drenado do corpo.
Isso pode abrir caminho para um coágulo de sangue, causando um ataque cardíaco ou derrame.
As gorduras trans também danificam o revestimento interno de seus vasos sanguíneos, o que dificulta sua capacidade de funcionar adequadamente.

Além disso, eles demonstraram aumentar pelo menos dois marcadores inflamatórios e agora entendemos que a inflamação é um dos principais causadores de muitas doenças crônicas, desde diabetes a doenças cardíacas e síndrome metabólica.

A boa notícia é que a Organização Mundial de Saúde apresentou pesquisa que mostra que a proibição de gorduras trans faz um impacto significativo na saúde da humanidade.
Foi descoberto que internações hospitalares por ataque cardíaco e derrame caíram 6,2% em pessoas que vivem com uma dieta com restrições de gorduras trans em comparação ao restante (sem restrições) .

A cada ano, a ingestão de gordura trans leva a 500.000 mortes por doenças cardíacas.

Todos os tipos de gordura são ruins para você?

Mesmo que o banimento e campanhas de educação contra as gorduras trans pelo governo já tenham duração de vários anos, você ainda deve ser cuidadoso ao comprar seus produtos alimentares – a dica é ler os rótulos nutricionais.

Certifique-se de óleos parcialmente hidrogenados não são encontrados na lista de ingredientes.
Lembre-se: eles ainda podem ser usados ​​em quantidades mínimas – e isso pode ser perigoso.
Quando você for a um restaurante, pergunte sobre os tipos de óleos que eles usam para fritar os alimentos ou evitar alimentos fritos se não puderem fornecer informações nutricionais.

É importante notar que você não deve confundir gorduras trans com gorduras saturadas e insaturadas .
Se você consumir cerca de 2.000 calorias por dia, 500 calorias podem vir de gorduras saudáveis ​​(ovos inteiros, nozes, abacate e azeite.) Se você tem colesterol alto ou um histórico familiar de doença cardíaca, 5 a 6% de seu consumo diário dieta deve vir de gordura.

No entanto, os alimentos ricos em gordura saturada tendem a ser processados, salgados ou açucarados, por isso limitar a sua ingestão ainda é importante.

Embora você possa ter ouvido falar que as gorduras saturadas também são ruins para o coração, elas não são tão perigosas quanto as gorduras trans.

Leia também...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *