Lute contra a dengue, a zika e a chikungunya

Compartilhe

-

Imagem: Dicas para combater o mosquito e os focos de larvas
O Brasil está passando por graves problemas de saúde devido ao mosquito Aedes aegypti, transmissor de três doenças: dengue, a zika e a chikungunya e cada vez é maior o número de relatos do aumento de casos de microcefalia.

Sintomas:
As doenças revelam os mesmos sintomas:
– Febre alta
– Dor no fundo dos olhos
– Vermelhidão na pele
– Coceira
– Distúrbios gástricos

O Ministério da Saúde informa que após surgirem os primeiros sintomas, o paciente deve consultar uma unidade de saúde para orientações e avaliação do caso.
Não é recomendável auto-medicação, o que pode piorar agravar a doença.

A melhor forma de se evitar a dengue e a única arma contra a doença que temos atualmente é a prevenção.
Como não ainda não foram criados medicamentos que impeçam a contaminação, é fundamental diminuir a quantidade de mosquitos que circulam nos ambientes.

Verifique locais que acumulam água parada, região onde o mosquito transmissor da doença deposita seus ovos.
É importante não deixar a água parada em em latas, embalagens, copos, pneus velhos, vasos de plantas, garrafas, caixas d´água, tambores e latões.

Hora da Limpeza!
Para evitar a proliferação do mosquito da dengue, o cuidado na hora da higienização de ambientes é fundamental.

Além de evitar a água parada, sempre que possível, limpe as paredes internas de locais que acumulam água (caixas d’água); limpar periodicamente calhas de telhados; jogar quinzenalmente desinfetante em ralos; drenar terrenos onde encontrar formação de poças; não acumular latas, pneus e garrafas e não despejar lixo em ruas e em aterros.

Procure um posto de saúde em sua região, a auto-medicação pode ser perigosa, principalmente em casos de dengue.
Muitas ações estão em desenvolvimento em todo o país para envolver toda a população no controle do mosquito.
Visite o site: http://www.dengue.org.br

Dica de Leitura:  Como o tratamento quiroprático pode aliviar sua dor

Leia também...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *