A Dieta da Medicina Tradicional Chinesa


Muitas vezes ouvimos a frase: “Eu tenho uma dieta saudável”, mas sempre é válido questionar sobre suas escolhas alimentares, afinal, o que é uma dieta saudável?

Você pode se surpreender com a resposta.
Para um profissional da medicina tradicional chinesa, uma dieta saudável é muito diferente das escolhas modernas recomendadas nos veículos de comunicação.
A dieta da (MTC) medicina tradicional chinesa baseia-se em princípios energéticos para incentivar o equilíbrio, obter sempre uma digestão limpa e um corpo que funcione bem, livre de doenças e repleto de boas energias.

Através de uma boa alimentação somos capazes de restaurar o equilíbrio em nosso corpo e perceber quando algo não esta apropriado, podendo em alguns casos até ficar livre de dores ou doenças.

A medicina chinesa pode usar agulhas ou ervas para alcançar esse equilíbrio, mas também inclui uma ampla gama de ferramentas, como massagens, tai chi e terapia dietética – esses métodos podem contribuir com a cura desejada, ajustando sua base alimentar sem causar desconforto ou problemas no seu organismo.

Depois de ler nossas dicas, o leitor poderá utilizar o conhecimento como uma ferramenta valiosa para uma nutrição boa, saudável e deliciosa!

A terapia dietética da medicina chinesa é uma prática bem complexa e ampla, que identifica e trata os padrões subjacentes de desequilíbrio que estão gerando os sintomas de desconforto.
Sempre é bom consultar um profissional certificado na área, pois cada dieta é exclusiva – mas o corpo humano possui alguns requisitos básicos em comum.

A terapia dietética da medicina chinesa começa com conceitos básicos focados na mente. Um exemplo:
“Irei ajudar minha saúde escolhendo alimentos de equilíbrio com base em princípios energéticos comuns para criar uma base de vida saudável.”

Comer para obter o equilíbrio tem sido um modo de vida para os chineses há milhares de anos.
O conceito de equilíbrio está enraizado em suas escolhas culturais, incluindo a decisão sobre o que irá comer e quando realizar a alimentação.

A dieta milenar chinesa inclui especiarias bem conhecidas – como gengibre – e alimentos comuns – como a cevada perolada. Todos os ingredientes de uma refeição são escolhidos por seu valor medicinal, por sua nutrição e sem esquecer de dar um toque especial de sabor na comida.
Os chineses descobriram que o gengibre ajuda com a digestão e a cevada ajuda a drenar a umidade.
Escolher ervas e especiarias que incentivem a digestão adequada é fácil de entender. Mas a dieta chinesa visa outro princípio que não é familiar para a maioria dos ocidentais, e isso é: drenar a umidade.

– DRENAR A UMIDADE

A umidade é um subproduto de comer alimentos que obstruem o fluxo livre de energia dentro do seu corpo. Alimentos populares como queijo, iogurte, alimentos com farinha branca e açúcar são todos culpados na formação de umidade.
A umidade causa estagnação que cria bloqueios no corpo, fazendo com que ele quebre e resulte em dor e doença. Sinais de umidade acumulada incluem muco no nariz ou pulmões, problemas digestivos como fezes soltas e constipação, excesso de peso e articulações inchadas.
Algumas das principais doenças ocidentais associadas à umidade incluem alergias crônicas e artrite.
A umidade é difícil de tratar uma vez que ela se acumula, então temos que manipular a nossa alimentação de uma forma que evite que a umidade se forme em primeiro lugar.

– CONHEÇA SEU SISTEMA DIGESTIVO

É útil examinar como a umidade é formada, mas você já pensou sobre como os alimentos são processados ​​dentro do seu corpo?
Por mais de 2.000 anos os chineses observaram o processo digestivo e declararam que uma digestão ideal é a base principal de uma boa saúde –  o sistema digestivo é onde o acúmulo de umidade começa.

Quando o alimento entra na sua boca, ele viaja através do estômago e dos intestinos.
Depois, a energia é extraída dos alimentos e os resíduos são expulsos na outra extremidade. A energia alimentar que foi extraída torna-se sua força vital, fornecendo o combustível que você precisa para viver todos os dias.

A digestão deve ser um evento imperceptível.
Seu sistema digestivo deve ser silencioso e limpo para extrair a maior quantidade de energia e nutrição de sua comida.
A “queima limpa” é comparada ao metabolismo.
Se você metabolizar adequadamente os alimentos que ingere, a comida será eficientemente utilizada pelo organismo; se o sistema ficar entupido,  a energia não se separa adequadamente dos alimentos e teremos resíduos que permanecem em vários lugares dentro do corpo.

A umidade acumulada obstrui órgãos como os pulmões, causando alergias ou asma.
Quando obstruir o trato digestivo, podem ocorrer indigestão ou problemas intestinais.
O úmido também pode ser “escondido” e bloquear os meridianos (os canais que usamos no tratamento de acupuntura que trazem força vital) levando a dor e rigidez e até mesmo articulações inchadas.
Ao longo do tempo, a umidade pode se aquecer e criar as doenças da inflamação, tais como diabetes, colesterol elevado e hipertensão arterial.
Entender e abordar a umidade é uma das chaves para tratar doenças na medicina chinesa.
Por ser tão difícil de remover uma vez que acumulou, primeiramente você necessita saber a importância de não deixar que essa umidade se desenvolva.

Como escolhemos alimentos que evitam a umidade, facilitam a boa digestão e permitem a energia de fluxo livre?

Neste ponto é onde a sabedoria de selecionar alimentos com base em suas propriedades energéticas são necessários.
Vale informar que esta seleção de alimentos não é uma tarefa complicada e será mais simples do que você imagina!


– A DIETA DA MEDICINA CHINESA

Que tipo de alimentos a dieta da medicina chinesa recomenda?
Pense no menu típico que você já encontrou em restaurantes chineses.
As refeições são construídas em torno de arroz cozido no vapor, legumes cozidos e pequenas quantidades de proteína animal ou feijão.
Em restaurantes chineses de qualidade superior, a quantidade de óleos de cozinha utilizada será baixa.
Se você ignorar as escolhas fritas e as feitas com produtos que incluem farinha, você tem a dieta básica de medicina chinesa – uma dieta que foi criada para manter o equilíbrio no corpo a qualquer idade.

A dieta ocidental foi modificada nos últimos 50 anos.
Os seres humanos evoluíram e podemos adquirir qualquer produto alimentício, indiferente de local ou estação do ano graças ao rápido sistema de transporte global e de sistemas de refrigeração.
Estes são alimentos que você naturalmente não iria encontrar para consumo em sua região ou época específica do ano levará a desequilíbrios ao longo do tempo.

Então uma boa sugestão é incluir em sua dieta alimentos locais e que estão na temporada de consumo – este hábito ainda é comum em muitas partes do mundo e uma ótima estratégia para a dieta boa para sua saúde.

Neste artigo comentamos sobre alguns conceitos básicos da medicina chinesa e o conceito de umidade na dieta alimentar, agora você poderá começar a fazer boas escolhas para obter mais anos de vida e mais saúde.

No próximo artigo iremos dar exemplos de alimentos que a dieta da medicina chinesa recomenda, acompanhe nosso blog e nossa página no Facebook.

Leia também...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *