Cura Através da Medicina Herbal Chinesa

A medicina chinesa em ervas é um dos grandes sistemas de tratamento do mundo, com uma tradição muito antiga, datada em aproximadamente do século III AC.

Ao longo de sua história, a técnica ficou mais desenvolvida em resposta as várias mudanças nas condições clínicas e recebeu reconhecimento depois de pesquisas em todos os aspectos de seu uso – este processo continua em desenvolvimento com o auxilio de técnicas modernas de diagnóstico médico especializado.

Devido à sua abordagem sistemática e eficácia clínica, durante séculos teve uma grande influência na teoria e prática da medicina no oriente e, mais recentemente, cresceu rapidamente em popularidade no ocidente.

Ela ainda forma uma parte importante da provisão de cuidados de saúde na China, e é fornecido em hospitais estaduais ao lado da medicina ocidental.

A medicina chinesa inclui todas as tradições orientais que emergem do sudeste asiático que têm suas origens na China.

Os praticantes podem trabalhar dentro de tradições que surgiram no Japão, Vietnã, Taiwan ou Coréia.

É um sistema médico completo que é capaz de tratar uma ampla gama de condições.
Inclui terapia de ervas, acupuntura, terapia dietética e exercícios de respiração e movimento (tai chi e qi gong).
Alguns ou vários desses podem ser empregados no curso do tratamento.

A medicina chinesa com ervas, juntamente com os outros componentes, é baseada nos conceitos de Yin e Yang.
Ele pretende compreender e tratar as várias maneiras pelas quais o equilíbrio e a harmonia fundamentais entre os dois podem ser prejudicados e as formas em que o Qi ou a vitalidade de uma pessoa podem ser esgotados ou bloqueados.

As estratégias clínicas são baseadas no diagnóstico de padrões de sinais e sintomas que refletem um desequilíbrio.

No entanto, a tradição como um todo coloca grande ênfase na gestão do estilo de vida, a fim de prevenir a doença antes que ela ocorra.

O praticamente da medicina chinesa reconhece que a saúde é mais do que apenas a ausência de doença e tem uma capacidade única para manter e melhorar nossa capacidade de bem-estar e felicidade.

– O que a medicina chinesa pode tratar?

“Os profissionais de plantas devem sempre estar cientes da necessidade de se comunicar com outros profissionais de saúde, direta ou indiretamente, para que a perícia de tais profissionais se adeque mais beneficamente às necessidades de seus pacientes”.

O profissional de medicina chinesa com ervas sabe que existe um papel a desempenhar no tratamento das seguintes condições:

– Doença da pele, incluindo eczema, psoríase, acne, rosácea, urticária
– Doenças gastrointestinais, incluindo síndrome do intestino irritável, constipação crônica, colite ulcerativa
– Condições ginecológicas, incluindo síndrome pré-menstrual e dismenorreia (cólica antes ou durante a menstruação), endometriose, infertilidade
– Hepatite e HIV: alguns resultados promissores foram obtidos para o tratamento da hepatite C, e o tratamento de suporte pode ser benéfico no caso do HIV
– Síndromes de fadiga crônica, seja com antecedentes de infecção viral ou em outras situações
– Condições respiratórias, incluindo asma, bronquite e doenças crônicas tosse, rinite alérgica e perene e sinusite
– Condições reumatológicas (por exemplo, osteoartrite e artrite reumatoide)
– Condições urinárias, incluindo cistite crônica
– Problemas psicológicos (por exemplo, depressão, ansiedade)

Muitas dessas condições, especialmente em suas formas crônicas, criam grande dificuldade para a medicina convencional, enquanto a medicina chinesa pode ser uma excelente oportunidade para contribuir.
Os resultados que podem ser esperados e quanto tempo um paciente terá para tomar as ervas dependerá da gravidade da condição, da duração e da saúde geral do paciente.
Qualquer profissional é capaz de discutir sua experiência e tratar o seu tipo de problema antes de se comprometer com a tomada de ervas medicinais chinesas.

– Quem pode tomar ervas medicinais chinesas?
A medicina chinesa pode ser usada por pessoas de qualquer idade ou constituição.
O seu médico tomará em consideração qualquer doença ou medicação anterior ou atual antes de prescrever-lhe ervas. Com ajustes adequados para a dosagem e com algumas condições que serão determinadas pelo seu médico,  crianças e mulheres grávidas podem muito bem ser tratadas pela medicina chinesa.

– Como são as ervas e quanto custarão?
As ervas estão agora disponíveis em vários formatos – tradicionais e modernos.
O método tradicional é ferver uma mistura de ervas secas para fazer um chá ou usar pílulas.
As ervas, a princípio, são incomuns e muitas vezes amargas para quem não as experimentou antes, mas a grande maioria das pessoas se acostuma com o gosto.

Não existe um padrão para consultas ou para ervas.
Isso dependerá do praticante e da parte do país em que você estiver.
Você deve se informar sobre as cobranças ao fazer sua pesquisa.

Muitas companhias de seguros de saúde estão agora cobrindo a acupuntura e algumas também pagarão por tratamento com ervas.
Consulte sua seguradora  e avalie a possibilidade.

– As ervas são seguras?
As ervas chinesas são muito seguras quando prescritas corretamente por um profissional devidamente treinado.
Ao longo dos séculos, os médicos compilaram informações detalhadas sobre a farmacopuia (um conjunto de informações técnicas que retratam a nomenclatura das substâncias, dos medicamentos básicos – princípios ativos e coadjuvantes – requisitos de qualidade, insumos, compostos e equipamentos farmacêuticos) e colocaram grande ênfase na proteção do paciente.
Reações adversas podem ocorrer com qualquer forma de remédio.
No caso da medicina herbal chinesa, estes casos são raros.

– Medicina Herbal e Farmacologia Moderna
Há um crescente número de pesquisas que indicam que os usos tradicionais dos remédios vegetais e a atividade farmacológica conhecida dos constituintes da planta geralmente coincidem.

No entanto, a medicina herbal é distinta da medicina baseada em medicamentos.
Em primeiro lugar, devido à complexidade dos materiais vegetais, é muito mais equilibrado do que o medicamento com base em ingredientes ativos isolados e é muito menos propenso a causar efeitos colaterais.
Em segundo lugar, porque as ervas tipicamente são prescritas em combinação, os diferentes componentes de uma fórmula se equilibram mutuamente e sofrem uma sinergia mútua que aumenta a eficácia e aumenta a segurança.
Em terceiro lugar, a medicina herbal procura principalmente corrigir os desequilíbrios internos, em vez de tratar os sintomas sozinhos, e a intervenção terapêutica é projetada para incentivar esse processo de autocura.

Leia também...

One thought on “Cura Através da Medicina Herbal Chinesa

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *