Cuidados para quem sofre de enxaqueca


Aqui estão alguns elementos essenciais a serem considerados para obter um bom local para ajudar na superação da enxaqueca:

1. Ambiente Silencioso
Nem sempre é possível permanecer em um espaço longe de ruídos externo do jeito que gostaríamos, os sons do mundo ao nosso redor ficam irritantes durante a enxaqueca, uma dica é experimentar tampões de espuma de silicone ou espuma, fones de ouvido com cancelamento de ruído ou ruído branco como um buffer de som.

2. Verifique a Claridade do Local
Durante um ataque de enxaqueca, desligar as luzes nem sempre é suficiente.
Cortinas Blackout, que promovem o escurecimento do quarto são bastante úteis, além das conhecidas máscaras para os olhos.
Não se esqueça de cobrir a luz dos relógios digitais e de aparelhos eletrônicos.

3. Utilize almofadas
Uma coleção de almofadas de aquecimento e outras destinadas para aliviar tensão dos músculos são sempre úteis.

4. Água
Ingerir medicamentos e ficar hidratado não são os únicos motivos para usar a água.
Um banho quente e uma ducha forte também podem aliviar nossa dor.

5. Confortável
Cobertores macios, travesseiro confortável e um lugar relaxante para se deitar fazem do quarto uma “caverna” perfeita para a enxaqueca.

6. Inodoro
A enxaqueca é frequentemente acompanhada de osmofobia (aumento da sensibilidade aos odores – medo de cheiros).
Proibir a presença de perfumes, produtos de limpeza, purificadores de ar, incenso, potpourri ou velas perfumadas pode tornar a recuperação muito mais fácil.
Para alguns, o aroma suave e natural de certos óleos essenciais facilita a náusea e o desconforto de uma enxaqueca.

O que desencadeia sua enxaqueca?

Saiba que “gatilhos” para uma crise de enxaqueca são diferentes para cada pessoa, também é diferente os fatores que ajudam a amenizar os sintomas.

Uma crise pode iniciada por estresse, alimentos, alterações do sono, jejum, estado climático, alterações hormonais e muitos outros fatores externos.

O que melhora a crise para uma pessoa pode não ajudar outra, cabendo a cada um prestar atenção em seus próprios agentes desencadeantes e o que pode ser feito para evitar ou amenizar a dor quando ela vier.

Alguns dos tratamentos mais comuns incluem compressas quentes ou frias, massagens, terapia de biofeedback, homeopatia e acupuntura.

Leia também...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *